Fotografia no MIS, São Paulo

O Museu da Imagem e do Som dedica o mês à reflexão sobre a fotografia contemporânea com mostras de nomes como Gregory Crewdson, Josef Koudelka e Fábio Astolpho.

Entre os destaques está a exposição “Por baixo das rosas”, de Gregory Crewdson, que tem como característica conferir um aspecto cinematográfico às suas imagens enquanto explora os recessos da psique norte-americana e os dramas perturbadores que se dão em ambientes cotidianos. Na série de 10 imagens, paisagens de cidadezinhas anônimas, florestas e ruas largas e desoladas são reveladas como locais de mistério e maravilha; da mesma maneira, interiores de casas comuns se transformam em terreno fértil para cenas bizarras.

Outro momento forte é a mostra “Invasão 68 Praga”, do tcheco Josef Koudelka, que retrata os sete dias dramáticos da Invasão de Praga em 1968. Koudelka tinha 30 anos e havia acabado de abandonar uma carreira de sucesso como engenheiro aeronáutico, para dedicar-se completamente à fotografia. Isso tudo mudou na noite de 21 de agosto, quando os tanques do Pacto de Varsóvia invadiram a cidade de Praga, acabando com a liberdade política de curta duração na Tchecoslováquia, que veio a ser conhecida como a Primavera de Praga. No meio da turbulência da invasão liderada pelos soviéticos, Koudelka saiu às ruas para documentar este momento crítico.

Do acervo do MIS vem a exposição “Fotografia: um longo processo”, que faz um recorte da extensa coleção de fotografias do próprio museu. Foram selecionadas 80 fotografias, do período de 1865 a 1930, entre cartões-postais, cartões de visita, cartões cabinet e autocromos produzidos no Brasil, além de fotografias estereoscópicas de países como França, Japão, Irlanda e Estados Unidos.

O mês dedicado à fotografia ainda inclui a mostra “Happy Mountain”, do brasileiro Fábio Astolpho, e os artistas da Residência em fotografia do LabMIS são as estrelas da mostra coletiva “Sobre Lugares e Gestos”.

 

Mês da fotografia no MIS

Até 22/6

http://www.mis-sp.org.br/