Jade Jagger Inc.

Jade Jagger tem uma herança e tanto. É a primogênita de Mick Jagger com a nicaraguense Bianca Maciás, que ficou famosa como Bianca Jagger, hoje, ativista social e política, embaixadora do Conselho Europeu. Bianca, uma ex-modelo, vivia em Londres nos anos 70 e arrasou no swinging London com sua morenice latino-americana ao abocanhar o mais desejado dos Stones. Jade, nascida em Paris, tem cravado o DNA de Mick e Bianca. Com atividades múltiplas, essa filha da realeza do rock está envolvida em um mega projeto com o designer Philippe Starck, em Mumbai, na Índia. TASTE conta quem é Jade Jagger, que não tem nada de boba.

Jade tem espírito livre, bota pra quebrar, tem talento e exala sex appeal na medida. Fotografou nua algumas vezes, vive na tríade sex, drugs & rock ´n´roll com estilo e consciência. Exótica, mignon, é um mélange dos olhos ávidos por curtição do pai com o carisma dark, misterioso da mãe. Apesar de fazer parte da realeza do rock e de ser paparicada aonde vai, desde cedo persegue seus próprios ideais. A moça não tem nada de boba.

Andy Warhol de babysitter

Os registros na mídia começaram no berço. Separada de Mick (o casamento durou sete anos), Bianca aterrissou em Manhattan com a filha pequena. O melhor amigo da família, Andy Warhol, recebia a jovem mommy Bianca com baby Jade a tiracolo. Não é qualquer um que tem como babysitter a turma da Factory, atelier/casa do inventor da Arte Pop, ponto da vanguarda nova-iorquina da década.

Jade Jagger Jewelry

Com o diploma em Belas Artes de Florença, Itália, Jade (dgêi-de) participou de algumas exposições, mas aposentou os pincéis ao mergulhar com tudo no universo das joias. Também com um nome desses… Desde 1996, suas coleções com pedras e metais preciosos são produzidas na Índia. Os temas incluem flores, caveiras, pingentes, contas coloridas unidas com fios tintos à maneira da joalheria étnica, pedras em tons fortes e um acabamento artesanal, “mal feito”, próprio da ourivesaria indiana, o que dá mais charme ainda às suas peças. O visual é totalmente bohemian, hippie chic, estilo que mais chega perto de seu eclético lifestyle que tem uma óbvia veia Anos 70s, que corre em tudo que faz.

Lançamento da nova coleção Jade Jagger Jewelry, em março de 2012, no Hotel Crillon, em Paris:

I love India

Praiana de alma, Jade frequenta Ibiza e o Marrocos desde pequena, esteve algumas vezes no Brasil. A paixão pela Índia começou há mais de 20 anos. “Minha filha Amba deu os primeiros passos em Moira, um vilarejo, aonde eu alugava uma casinha”, diz, Amba tem hoje 16 anos. Desde 1996, Jade vive na Índia de dois a cinco meses ao ano para desenvolver suas joias em Jaipur e para comprar tecidos para sua loja, em Londres (“sou louca por tecido étnico”), e para o mega business de decoração com a Yoo de Philippe Starck e John Hitchcox, da qual faz parte desde 2005.

Palhoça na praia de Aswen

Em Goa Norte, sua palhoça (shack, em inglês), como ela chama o gostoso bangalô que tem na praia de Aswem, é perto de uma boutique de temporada montada na areia para vender suas coisas. Na cabana de palha estão a Jade Jagger Beach Jewelry (suas charmosas joias de praia, a linha mais acessível da coleção), roupas étnicas e tecidos, bordados, artesanais, ultracoloridos, com seu jeito sexy e estilo relax, do seu lifestyle hippie chic.

By appointment of her Majesty the Queen

Com quatro anos de experiência na joalheira, em 2000, a Garrard (grife inglesa de alta joalheria, fundada em 1735) a convidou para assumir o posto de diretora criativa da empresa. Durante seis anos, ela criou a linha jovem da marca inglesa by the appointment of her Majesty, the Queen (a Garrard tem o selo de qualidade da monarquia da Inglaterra, dado aos fornecedores da casa real).

“Jagger Dagger”

Em 2008, foi a vez de criar uma edição especial de uma adaga quebra gelo de US$ 250 mil de lápis lazuli e diamantes para a Vodka Belvedere. A peça, batizada “Jagger Dagger” (jogo de palavras com seu sobrenome roqueiro e dagger, adaga em inglês), com a campanha muito sexy estrelada por Jade, rendeu muita mídia para a bebida e mais ainda para ela. A “Jagger Dagger” virou objeto de culto, de colecionador metaleiro, rapper ou roqueiro.

Lançamento em NY da “Jagger Dagger”, adaga quebra gelo de US$ 250 mil, edição limitada desenhada por Jade para a vodka Belvedere:

Guerlain

Para festejar os 182 anos da perfumaria parisiense Guerlain, das mais requintadas do mundo, em 2010, a designer foi convidada para rejuvenescer o frasco do perfume Shalimar, criado em 1925. A experiência tinha tudo a ver com ela, afinal, Shalimar é uma essência oriental com um frasco à maneira das mil e uma noites, a linguagem que Jade curte. Ela modernizou o frasco sem tirar a personalidade do design, só deixou-o mais bohemian, mais hippie chic. Shalimar deu uma rejuvenescida e, com Jade nas campanhas, atraiu uma nova geração para o perfume.

A arte da tatuagem

A vontade de experimentar, de se jogar na vida, levou-a a aprender outra arte, a milenar técnica da tatuagem. “Tatuar é como fazer joia, mas direto no corpo da pessoa. É fascinante”, diz essa mulher criativa, nascida em 1971, aberta, como se vê, a diferentes manifestações artísticas.

Assista ao vídeo do Style.com sobre Jade, a tatuadora:

Being Jade

Jade tem duas filhas. A primeira, Assisi, nascida em 1992, ela engravidou de um colega de escola aos 19 anos. A segunda, Amba, nasceu quatro anos depois. A primogênita de Mick Jagger tem seis irmãos das uniões do pai (incluindo o Lucas da Luciana Gimenez). Já passou por dois casamentos e, em 2011, embarcou no terceiro com o DJ Adrian Fillary, em uma cerimônia informal, do seu jeito, só com os amigos íntimos, no campo inglês, em Glastonbury. No seu currículo também há participações em alguns filmes, incluindo o documentário “Being Mick” (2001) sobre daddy, e em programas de tevê como “Paris Hilton’s British Best Friend”.

Jade Sheena Jezebel

Claro que ela também incursiona na moda. Tem a boutique Jade Jagger Inc, em Londres, e a marca de acessórios Jezebel, em Ibiza, outro point que frequenta desde pequena. A marca homenageia um de seus nomes de batismo: Jade Sheena Jezebel. Jezebel foi uma princesa dos hebreus que ficou associada à prostituição na visão machista por preferir uma vida livre. Sheena é a rainha das selvas, primeira personagem feminina da HQ (antes de “Wonder Woman”, “A Mulher Maravilha”), criada pelo genial Will Eisner, em 1937. De galho em galho, Sheena pulava de duas peças de onça ou de vestidinho de tigre de ombro só e se comunicava com os animais. Com seu cabelo à maneira de Sheena, seus olhos e boca de Jezebel, mais os traços e o sobrenome mítico, Jade Jagger é, sem dúvida, uma figura cult.

Philippe Stark

Em 2005, foi a decoração que atiçou seu instinto artístico, empreendedor. John Hitchcox, maior boss da Inglaterra do nicho de construção de luxo, dono da Yoo, e seu sócio, o genial Philippe Starck, convidaram-na para entrar no time de designers da empresa. O “time” inclui o premiado Marcel Wanders, a hoteleira-decoradora Anoushka Hempel (pioneira no ramo de hotel boutique), a decoradora inglesa Kelly Hoppen e o arquiteto e designer americano, Mark Davison, na coordenação dos projetos milionários. São eles os diretores criativos da Yoo.

Yoo

A Yoo só negocia imóveis de altíssimo nível, vendidos com porteira fechada. Ou seja, são projetados e decorados por esses nomes estrelados e vendidos com toda a infra, até o mordomo, se for o caso. A empresa tem 33 projetos em 27 países. Como as unidades dos condomínios horizontais ou verticais são decoradas por um ou mais nome do time de criativos, os projetos são diferenciados e o cliente tem um menu de estilos para escolher. A carteira da empresa tem mais de 10 mil moradias de alto luxo no mundo todo.

The Jade, NY

Para abraçar a nova atividade profissionalmente, Jade convidou o arquiteto londrino Tom Bartlett para coordenar seus projetos da Yoo. Sobre o primeiro trabalho, alguns apartamentos de um prédio em Chelsea, apropriadamente, chamado The Jade, disse: “Foi ótimo começar na decoração pelo The Jade. Tenho uns amigos que compraram um dos apartamentos decorados por mim”.

The Lakes, Inglaterra

Outro projeto da Yoo no qual ela participou foi o The Lakes, em Cotswolds. Nesse condomínio de casas em uma área privilegiada com um grande lago, ela imprimiu, em pleno campo inglês, nos interiores do grupo de casas que assinou, um caráter mais colorido, praiano, exótico. À cartela com cores de especiarias, misturou seu eclético hippie chic com referências da Índia, do Marrocos, países que adora, em contraste com algumas peças de design moderno. Um sucesso de vendas.

Baglione Marrakesh, Marrocos

O seguinte foi uma parceria da Yoo com o grupo hoteleiro italiano Baglione. No Baglione Marrakesh, a 20 minutos de carro da cidade marroquina, Jade se sentiu em casa, afinal, são anos que frequenta a região que moldou sua estética, impressa em tudo que faz. O projeto é composto de um hotel e de um grupo de bangalôs exclusivos, servidos pela infraestrutura do hotel. Ela ficou a cargo da arquitetura de interior dos 15 bangalôs de luxo de 700 m2 a 840 m2 de área interna, mais piscina particular e jardim, que custam em média 2 milhões de euros cada. “Comprei tapetes lindos e muitas luminárias de metal rendilhado. Trabalhei com artesãos locais, fantásticos, imprimi a linguagem da região com muito glam, que deu muita personalidade aos bangalôs. Usei muita cerâmica e luz indireta, característica da arquitetura das riads (casas tradicionais marroquinas com seus mousharabis, treliças)”, explica a decoradora.

Lohda Fiorenza, Mumbai

Mas seu primeiro mega projeto para a Yoo veio em 2011. É o Lodha Fiorenza, lançado em Mumbai, na Índia, seu país de adoção. Trata-se de um condomínio com quatro torres, 452 apartamentos de duas a quatro suítes, com um lounge no 52º da torre mais alta com vista panorâmica para a cidade. No Lohda Fiorenza, que ficará pronto em 2013, ela é a decoradora oficial, responsável por todo o projeto de interiores.

Assista ao vídeo do condomínio Lohda Fiorenza, em Mumbai, apresentado por Jade Jagger, decoradora oficial do mega projeto:

Joia, tatuagem, moda, decoração

Mas como administrar tudo isso? “A joia, a tatuagem, a moda, a decoração, no fundo, vêm tudo da mesma fonte. As primeiras são microcósmicas, a decoração, macrocósmica. É tudo uma mesma linguagem, a do estilo de vida, fazer coisas bonitas para as pessoas, coisas bonitas que dão prazer para elas curtirem”, explica essa mulher bonita, de garra, que faz jus ao DNA que herdou de Mick e Bianca.

 

www.jadejagger.co.uk

www.yoo.com