Villa 356, Bandol, Provence, França

O arquiteto Rudy Ricciotti, bad boy premiado da arquitetura contemporânea francesa, desenhou esta vila na Provence situada perto de uma reserva de pinho. O formato do projeto é um retângulo de 40 metros de comprimento, com a paralela da fachada principal voltada para o Mediterrâneo, a outra, está enterrada no solo rochoso da região provençal.

Ficha técnica resumida:

Casa em Bandol, Provence, França

Escritório: Rudy Ricciotti Architecte

Área construída: 400m2

Finalizada em 2009

Ruddy Ricciotti

Nascido na Algéria, Ruddy Ricciotti é um dos mais importantes nomes da arquitetura contemporânea francesa. Esse bad boy do esquadro e da prancheta, de espírito revolucionário, formou-se arquiteto em Marselha e engenheiro em Genebra, na Suíça.

Prêmios e projetos

Várias vezes premiado, incluindo o maior prêmio de arquitetura da França, o Grand Prix National d’Architecture, Ricciotti foi honrado com a maior comenda de seu país, a Légion d’Honneur. Entre seus trabalhos estão obras públicas, como o Centro Coregráfico Nacional de Aix-en-Provence; a Ponte do Diabo, em Gignac; o Museu Cocteau, em Menton; e a Midiateca de Rouen.

Bienais de arquitetura de São Paulo e de Veneza

O Brasil, ainda não abriga sua arquitetura, mas Ricciotti participou da 7ª Bienal de Arquitetura de São Paulo, em 2008, e da Bienal de Veneza de Arquitetura. Em 2102, seu escritório entregará as seguintes obras: o Complexe Esportivo de Lille, o Departamento de Arte do Islam do Museu do Louvre, em Paris; a Reitoria de Dijon; o Museu das Civilizações da Europa e do Mediterrâneo, em Marselha; e no ano que vem, o Estádio Jean Bouin, em Paris. Nada mal.

Poesia experimental

“O que faz parte do meu imaginário? A História, a arquitetura, a pintura e alguns autores como Malaparte, Pasolini – muito – e a poesia experimental. São coisas que me emocionam”, revela Ricciotti.

Azul cobalto

Nesta vila, em plena Provence, terra dos perfumes e dos aromas, no sul da França, Ricciotti plantou a casa, perto de uma reserva de pinho, com a fachada principal para o mar de azul cobalto, distante alguns poucos quilômetros.

Sensualidade

Construída para um casal de estrangeiros, que lhe deu total liberdade, a Villa 356 é um retângulo de 40 metros de comprimento, no qual uma paralela está encravada na colina e tem como fonte de luz a outra paralela, inteiramente de vidro. Em toda sua extensão, na frente do pano de vidro, há uma piscina interna com vista para o exterior coberta por um telhado, apoiado por tubos em bronze dourado equidistantes que submergem sensualmente na água.

Site do arquiteto:

www.rudyricciotti.com